• Campo aberto

    Cannabis no campus Nossos repórteres percorreram o campus e não tiveram dificuldade em se deparar com o consumo, a olhos vistos, de maconha nos limites da Universidade. Confira a reportagem aqui.
  • Ecos de ’68

    Mesmo com cursos há meses sem representação e com o eterno embate filiados x não-filiados, movimento estudantil (re)acende a veia política de estudantes que nunca se imaginaram em posição de liderança. Aqui.
  • Emergência

    Hospital das Cl�nicas Referência em Cirurgia da Obesidade e Cardíaca, Transplantes e Gestação de Alto Risco, o Hospital das Clínicas da UFPE é vital para os estudantes da área de saúde, mas não atua no atendimento a alunos. Saiba o porquê.
  • “Xerocando”

    Xerox ou fotocópia?Ilegal ou legítimo? Um estudante fotocopia, em média, mil páginas de livros por cada semestre. Entenda como a marca Xerox virou verbo e substantivo na gramática estudantil da UFPE
  • Multimídia

    Acesse aqui os vídeos, fotos e áudios produzidos durante as reportagens
  • 12345

    Saiba com quantas horas de gravação, solas de sapato, chás de cadeira e bloquinhos de anotação se faz uma reportagem. A gente não gosta de matemática, mas contabilizou tudo!
  • Repórteres

    • André Simões
    • Bárbara Siebra
    • camilapimentel
    • Carol Vasconcelos
    • Cecília Santana
    • clarissagomes
    • descampado
    • Glaucylayde
    • Gustavo Maia
    • Guilherme Carréra
    • ineshebrard
    • katianectorres
    • larajornal
    • lucianamartins23
    • luisafsantos
    • mariedelbes
    • Mirella Izídio
    • Mirella Pontes
    • Rafaella Correia
    • Rafael Sotero
    • sofiacostarego
  • Falem mal, mas falem de nós

  • Passaram por aqui

    • 81,256 hits

Casa do Estudante também é local de consumo

Texto por Clarissa Gomes
Foto por Gustavo Maia

Totalmente inserida no campus, está a Casa do Estudante masculina, e lá a realidade das drogas é bastante expressiva. É comum alguns moradores fumarem cigarro de tabaco e de maconha em seus apartamentos, assim como levar bebidas para dentro dos quartos, o que não é permitido. Fatos assim ocorrem com freqüência, causando incômodo para alguns moradores.

Em abril deste ano, esse grupo entregou um abaixo-assinado ao reitor solicitando medidas para diminuir o consumo de maconha na residência. O reitor, então, fez uma visita à Casa para dialogar com os estudantes a respeito da questão. De acordo com José Leonardo, aluno do curso de Engenharia Cartográfica e morador do local, o reitor admitiu realmente ser inviável pedir para que todos os jovens simplesmente parassem de consumir drogas, mas solicitou que, em nome do bom-senso e respeito aos colegas,  abrissem mão do uso dentro do campus. “Nesse momento, alguém se manifestou. Era um morador, usuário de maconha, argumentando que fumava seu cigarro e não causava transtorno a ninguém, enquanto pessoas que bebiam geralmente brigavam, se tornavam agressivas e chegavam até a destruir o patrimônio comum”, conta o aluno. Isso mostra o quão complicada é a questão, afinal os estudantes estão em suas casas e, ao mesmo tempo, inseridos no espaço público da universidade.

Segundo as observações de José Leonardo, de lá para cá a utilização se tornou menos expressiva, apesar de ele admitir que, mesmo com os cartazes colados pelos corredores da casa pedindo para que o consumo pare, ainda há pessoas que seguem fumando maconha em seus apartamentos. Os coordenadores da casa pretendem solicitar a ação de um assistente social junto aos moradores, para auxiliá-los no que diz respeito ao uso de drogas. Eles não estão alheios a questão, e também se mostram preocupados com o fato da Casa do Estudante ser muitas vezes vista como um lugar de comercialização, o que, segundo eles, não acontece.

Leila, estudante de História, comenta: “Acho que aqui, principalmente, deveria existir uma discussão sobre a legalização das drogas, etc. Se eu concordo ou não, ainda não sei.” De fato, não se trata de ser a favor ou contra, mas sim de questionar a política da universidade e pensar no bem-estar dos alunos.

Voltar à matéria principal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: